sexta-feira, 5 de julho de 2013

Jesus os amou até o fim

"...sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim" (João 13.1).


Esse é o exemplo de Jesus, o Pastor, o grande Pastor...

Ele amou os seus, do início até o fim... 

Jesus os encontrou, ensinou, curou, preparou...

Amou os discípulos que queriam mandar fogo nos inimigos... e que queriam posições de comando e de poder, ensinado-os que o maior é o que mais serve, e que para entrar no reino tem que ser como criança...

Amou Nicodemus, que por vergonha, só foi vê-lo quando já tarde da noite... E lhe disse que era preciso nascer de novo... 

Amou a Samaritana que lhe deu água de beber, revelando a ela a verdadeira água que jorra para vida eterna...

Amou Lázaro, ressuscitando-o dentre os mortos, demonstrando que Ele é a ressurreição e a vida...

Amou os pobres e famintos, lhes multiplicando o pão, e apontando para eles quem era o verdadeiro pão da vida...

Amou Judas que o traiu...

Não o excluiu da ceia embora soubesse o que iria acontecer...

Lhe deu um bocado de pão molhado... sinal de amizade...

E não desviou o rosto na hora do beijo da traição...

Jesus não se protegeu contra aqueles que ele amou...

Amou o discípulo que se reclinava sobre seu peito, confiando a ele seus segredos...

Amou Pedro que o negou e que falhou com o Mestre tantas vezes...

E ainda assim, depois não o humilhou, mas recuperou a sua vocação pastoral...

Amou todos os seus discípulos que o abandonaram na hora da dor...

Amou também seus inimigos, rogando que Deus os perdoasse...

Amou a todos, dando sua vida, e rasgando o escrito de dívida que para com ele tínhamos...

Ele é o Médico dos médicos, o Rei dos reis e o Senhor dos senhores...

Assim é Jesus... ama até o fim...

Não humilha, não afasta, não expulsa, ainda que precise ser duro muitas vezes...

O amor de Jesus não tem interrupção, nem condição...

Por isso podemos tranquilizar a nossa alma...

Pois temos um Pastor que nos ama, a despeito de nossas falhas...

De nossa fraqueza e de nossa dor, e de todas as circunstâncias...

E se quisermos O imitar somente um pouquinho...

Devemos também aprender a amar aqueles que Ele nos deu...

Família, amigos, irmãos na fé...

Amar até o fim...

Sem condições, sem restrições, sem humilhações...

Pois ele nos o seu exemplo.


"Nisto conhecerão que todos sois meus discípulos, se tiverem amor uns pelos outros" (João 13.35)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...