Aprendendo com os erros do Rei Amazias

Leitura: 2 Crônicas 25

“Fez ele o que era reto perante o Senhor, porém, não com inteireza de coração” (2 Cro 25.2).

Amazias, neto do Rei Joás, e pai de Uzias, parece ter começado relativamente bem o seu reinado, embora cometendo alguns erros.

Ele contratou soldados israelenses para combater ao lado de Judá, por um grande valor em prata (vers. 6); porém, foi advertido por um profeta que o Senhor não se agradava de Israel, e que não era para os levar para batalha (vers.7). Ele deu ouvidos ao profeta e despediu os mercenários contratados, que muito se iraram e causaram prejuízo por onde passaram (vers. 12).

Amazias então, com seu exército, conseguiu vencer uma grande batalha, porém, inexplicavelmente, prestou adoração aos seus deuses (vers. 14).

Irado, o Senhor envia outro profeta ao rei para o advertir, porém, desta vez, Amazias não dá ouvidos, sendo isso a sua ruína (vers. 16).
Depois, por conta de sua soberba, desafia o rei de Israel para “medir armas”, uma espécie de duelo entre exércitos. O rei israelita ainda dá uma chance para Amazias desistir, entretanto, tal acontecimento vinha do Senhor, e acabaram se enfrentando (vers. 20).

Judá é totalmente derrotado, Amazias humilhado, o muro de Jerusalém é quebrado, e a casa do Senhor saqueada (vers. 21-24).

Ao final de seu reinado, Amazias sofre uma conspiração, e é morto (vers. 27).

O que podemos aprender com essa história?

Amazias, embora tenha servido ao Senhor, não o fez com inteireza de coração. Essa informação joga luz sobre todo o texto.

Quem não serve ao Senhor com inteireza de coração, está sujeito a cometer alguns erros.

O primeiro erro de Amazias foi contratar mercenários israelitas. Ora, Israel há muito estava desviado dos caminhos do Senhor. Se Amazias tivesse consultado ao Senhor, certamente seria desestimulado a contratar tais soldados. Por conta de seu erro, o rei acabou desperdiçando quase quatro toneladas de prata, e ainda sofreu certo prejuízo, pois os soldados descontentes acabaram por cometer algumas arruaças por onde passaram. Assim também, se nós não servirmos ao Senhor com inteireza de coração, estaremos sujeitos a cometer muitos erros.

Outro erro de Amazias foi o de ter cometido torpe idolatria, e isso é inexplicável. Geralmente, eram os povos derrotados que prestavam, naqueles tempos, adoração ao deus do povo vencedor. Amazias, inexplicavelmente, passa a adorar outros deuses. Aqui, vemos que o rei não tem a dimensão exata do Deus que ele servia. Talvez ele achasse que iria fortalecer o seu reino adorando também outros deuses, como se o Deus de Davi precisasse de aliados. Talvez Amazias não tivesse dimensão do verdadeiro monoteísmo bíblico. Enfim, fato é que foi um erro terrível.

Outro erro de quem não serve ao Senhor com inteireza de coração, é que acabará por não ouvir mais a voz de Deus. O Senhor, pela sua misericórdia, ainda enviou outro profeta para advertir Amazias de seu erro e leva-lo ao arrependimento. Mas esse dispensou o profeta, fazendo deste pouco caso.

Contra aqueles que fecham os ouvidos à sua Palavra, o Senhor envia a “operação do erro” (1 Tess 2.11). O Senhor move o coração do rei para onde quiser (Provérbios 21.1), e no caso, a própria soberba de Amazias o levou a desafiar o rei de Israel, sendo derrotado em batalha. Há pessoas que insistem em seu erro; e uma vez não se arrependendo, o Senhor os entrega às suas próprias paixões (Rm 1.24; 26).

E infelizmente, para aqueles que não servem ao Senhor com inteireza de coração, correm o risco de terem um destino muito parecido com o de seus antepassados que também não serviram ao Senhor. O pai de Amazias, Joás, foi morto em uma conspiração após cometer atos abomináveis diante do Senhor (2 Cro 24.25). Amazias, infelizmente, teve o mesmo destino (vers. 27). Alguns chamam isso de maldição hereditária. Não sei. Mas o fato é que Amazias teve o mesmo destino de seu pai. Se tivesse sido fiel ao Senhor, isso não teria acontecido. Se acaso tivemos um histórico familiar complicado, o melhor a fazer é permanecermos fieis ao Senhor, sempre, para que tais coisas não se repitam em nossa vida.

Há muitas histórias tristes nas Escrituras. A de Amazias é mais uma delas. Que o Senhor nos ajude a aprender acerca destas histórias, para não cometermos os mesmos erros.

Que o Senhor nos abençoe!

No amor de Cristo;

Carlos Seino

Comentários

Mais visitadas do mês

Manaém, o colaço de Herodes

Os discípulos ocultos de Jesus

E não endureçais os vossos corações (Hebreus 3.7-13)

Resenha da obra "Ego Transformado", de Tim Keller

Panorama do Novo Testamento: O Evangelho de João

Acolhei ao que é débil na fé - uma reflexão sobre romanos 14.1

FONTES DA TEOLOGIA

Quem veio primeiro: A Igreja ou as Escrituras?

Considerações acerca das bem-aventuranças