sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

E não endureçais os vossos corações (Hebreus 3.7-13)


Corações endurecidos


“...não endureçais os vossos corações...” (Hebreus 3.7-13)


Não sabemos com certeza quem escreveu as cartas aos hebreus. É muito provável que alguns daquela comunidade pensavam em se desviar, talvez voltar para o judaísmo. Por isso o autor da carta, entre outras coisas, procura estabelecer a superioridade de Cristo sobre o sacerdócio levítico e exortar os seus leitores para que não se desviem.

Da leitura de Hebreus 3.7-13, nós podemos aprender algumas lições:

Primeiramente, que o Espírito Santo tem uma voz que pode ser ouvida. Conforme está escrito:


“Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz” (Hb 3.7).


O Espírito Santo foi dado para “convencer o mundo” do pecado, da justiça e do juízo. Ele está no mundo, usando os pregadores do evangelho para levar o povo ao arrependimento.

Entretanto, é possível endurecer os corações, pois o autor de Hebreus adverte:

“não endureçais os vossos corações” (Hb 3.8).

Ora, é plenamente possível uma pessoa se endurecer para a voz do Espírito Santo, resistindo-lhe. A Terceira Pessoa da Trindade vem para transformar o nosso ser, fazer com que sejamos santos. Muitos, por apego aos seus pecados, por timidez, endurecem o próprio coração, e não permitem que o Espírito opere sua obra. Assim agindo, rejeitam a única coisa que poderia de fato transformar suas vidas.

Somos advertidos ainda a aprender com as lições do povo de Deus do passado. A referência em Hebreus 3.8b ao versículo 11 é a murmuração do povo de Israel, que uma vez liberto do Egito, provando a Deus. Sofreram uma consequência: não entraram no descanso (Hb 3.11).

Outra coisa importante que aprendemos neste texto é que a incredulidade é uma perversidade do coração:

“Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo” (Hebreus 3.12).


Aquele povo do deserto foi liberto com muitos milagres, com mão forte, e viu as maravilhas operadas por Deus. Depois, por conta de algumas dificuldades, começaram a murmurar e até dizer que preferiam viver em escravidão, comendo das iguarias do Egito. Ora, a liberdade é efetuada por Deus na vida do seu povo, mas isso não significa que nesse processo não haverá algum sofrimento. Mas tal sofrimento era muito pouco se comparado com o que passavam no Egito. Mesmo assim aquele povo acabou murmurando, e os leitores da epístola aos hebreus estavam correndo o risco de irem na mesma direção. No que tange à vida congregacional, todos nós temos uma boa experiência em relação ao que Deus fez em nossas vidas (caso contrário, nem estaríamos na igreja), entretanto, dificuldades posteriores podem fazer com que nos tornemos incrédulos, endurecidos. Temos que tomar cuidado para que isso jamais conosco ocorra. Precisamos vigiar!

E qual o remédio para isso? Um deles, o autor da epístola nos diz:


“...exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama HOJE, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado” (Hb 3.13).
Todos os dias temos que estar na companhia dos fiéis, ouvindo suas exortações. Exortações são conselhos, palavras de ânimo, de advertência, para continuarmos no reto caminho. Para tanto, não podemos nos afastar da nossa congregação. Isso deve ocorrer sempre, todos os dias, no tempo que se chama HOJE. Importa como está a nossa vida HOJE. O passado já foi, o futuro virá, por isso, o que temos à nossa disposição é o presente. Não se afaste de sua congregação. Não se afaste da Palavra de Deus. Caso contrário, você corre o risco de ter o seu coração endurecido pelo engano do pecado. O pecado é o engano, pois quem o acolhe, dificilmente percebe que o está cometendo. Quando a pessoa cai em si (se isso ocorrer) já estará a quilômetros de distância do caminho da fé, e poderá ter colhido algumas experiências amargas na vida. A mútua exortação diária é o caminho para o não endurecimento no coração. Mas é preocupante perceber, muitas vezes, que em algumas igrejas, é possível passar dias, semanas e meses, e não ter por lá nenhuma exortação contra o pecado. Como o Espírito Santo poderá atuar em um lugar assim?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...