quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

É errado um cristão fazer planejamentos?

Um cristão é aquele que vive de acordo com o que entende ser a vontade de Deus.

O apóstolo Paulo escreveu para os romanos que, os que são guiados pelo Espírito de Deus, são filhos de Deus. Jesus também ensinou que não devemos andar ansiosos e que cada dia terá o seu próprio mal. 

Com base nestas e em muitas outras passagens, muitos poderiam chegar a conclusão de que o cristão não deveria ter muitos planejamentos em sua vida, mas viver segundo a orientação divina. Seria correta tal pensamento?

Acredito que não.

Se você ler, por exemplo, o capítulo quinze da epístola aos romanos, verá que Paulo planejava ir para Roma, mas somente de passagem para ir para a Espanha. E que esperava também receber ajuda. Ou seja, vemos que Paulo realizava sim planejamentos para sua atividade missionária, e não ficava somente esperando algum tipo de orientação divina.

Cristãos, na verdade, pecam por não planejar, sendo este talvez, na verdade o erro de muitos brasileiros. Vão fazendo as coisas sem pensar muito a respeito. Daí, surgem as dívidas, as inatividades, e a falta de produtividade. Jesus, em um de seus ensinamentos, falou acerca da importância do cálculo do discipulado, dando um exemplo de planejamento de guerra.

Mas alguém pode se perguntar: e se a vontade de Deus for diferente do que eu tiver planejado?

Ora, não se preocupe.

Leia, por exemplo, o capítulo 16 de atos dos apóstolos. Paulo planejava ir para alguns lugares, mas foi impedido pelo Espírito de Deus. Depois recebeu um sonho e o interpretou no sentido de que Deus estava revelando o lugar para onde deveriam ir.

Daqui, chego a conclusão singela de que, se Deus tiver um plano diferente do teu, ele vai te revelando no meio do caminho. O importante é não incluir nos seus planos o pecado, mas ir rumo a um objetivo concreto, digno. No mais, o Senhor te guiará.

O cristão e o planejamento
Pixabay

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...