segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Oração do Pai nosso: santificado seja o teu nome

Evangelho segundo S. Mateus, Cap. 6, vers. 9


Lectio:


Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;


Meditatio:

Começamos esta oração chamando Deus de Pai (Abba), que pode ser traduzido também por "paizinho", ou "papaizinho", e alguns até dizem "painho".

Antigamente, não se tinha este tipo de intimidade com Deus. Alguns até não pronunciam seu "nome" até os dias de hoje.

Jesus ensinou seus discípulos a orar com maior intimidade com o Pai.

Entretanto, é preciso por um equilíbrio nisso, pois não se trata de um Deus bonachão, ou algo do tipo.

É um Deus, ou um Pai santo.

Por isso dizemos "santificado seja o teu nome", ou seja, reconhecemos o nome d'Ele como Santo.

Santo é do grego "hagios" e significa "separado", extremamente sagrado.

Implica na máxima reverência de nossa parte diante d'Ele.

Quando reconhecemos isso, algo profundo muda em nossa postura diante da existência. Quando temos a dimensão da santidade do nome do Pai, gerando em nós reverência e temor, algo muda profundamente em nós.

Salomão ensinou: Torre forte é o nome do SENHOR; a ela correrá o justo, e estará em alto refúgio (Prov 18.10).

Assim também o salmista: "Louvai ao SENHOR. Louvai o nome do SENHOR; louvai-o, servos do SENHOR." (Sl 135.1).

E ainda:

E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo (Atos 2.21).

Quando reconhecemos a santidade do nome do Senhor, somos incluídos nela. Falamos, não de fora dela, mas a partir dela.

Há alguns que repetem mecanicamente esta oração, e não sentem nada, nada percebem, pois não entenderam ainda a dimensão do que isto quer dizer.

Somos transformados pois, a partir da santidade de Deus, percebemos a sacralidade da vida e do Deus que a tudo preenche, cuja glória está em toda a terra, e começamos a ver a realidade a partir de Deus. Isso também é motivo de bastante confiança, otimismo, alegria e coragem diante da vida e de todos os obstáculos.

Mas o mais importante de tudo isso é que, ao reconhecer a santidade do nome do Pai, você mesmo é santificado (separado) diante d'Ele e para Ele.

E o Pai se torna totalmente teu, e tu, totalmente do Pai, e nós, uns dos outros, pois n'Ele, todos somos um.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...