quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ensinando os nossos filhos no caminho do Senhor


"Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer, se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; para que pusessem em Deus a sua confiança, e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhes observassem os mandamentos" (Salmo 78.5-7).

A primeira coisa que os pais cristãos devem por em sua mente em relação ao tema educação e religião é o fato de que ensinar os filhos nos caminhos do Senhor é uma ordenança.

Não se trata de capricho, nem de algo que o Senhor tenha colocado a responsabilidade sobre outras pessoas, mas é uma incumbência dos pais, ou de quem faça as vezes.

É muito bom e maravilhoso que possamos contar com o apoio de ministérios e pessoas voltadas para esta finalidade. Na verdade, talvez seja um dos ministérios mais importantes na igreja, e também um dos menos valorizados pelos seus membros, qual seja, a educação das crianças nos caminhos do Senhor.

E qual a frequência de tal ensino deve existir na vida dos pequeninos? É a própria lei do Senhor que nos dá a resposta: "tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te" (Deuteronômio 6.7). Ou seja, o tempo todo, em todos os momentos. Tem que haver uma naturalidade em lidar com tal ensino na vida dos pequeninos. Cada oportunidade da vida dá ensejo à possibilidade do confronto com a Palavra do Senhor.

Infelizmente a maior parte de nós vive muito ocupada para pensar nestas coisas. Mal temos tempo para os pequeninos, e os afogamos de coisas para fazer, porque talvez a maior parte de nós esteja muito ocupada também. Dai, enquanto os empanturramos de distrações, nós mesmos ficamos distraídos com nossas próprias coisas.

Cada dia que não compartilhamos com nossos pequeninos a Palavra do Senhor é um dia perdido, um dia vão, uma oportunidade que foi perdida. Entretanto, não podemos nos esquecer que, conforme já foi dito, isso é um mandamento de Deus, e algo que não pode e não deve ser delegado para outras pessoas. Obviamente, não estamos a falar aqui de dogmas e complexas doutrinas teológicas (a própria lei tem pouquíssimos dogmas, e faremos um favor aos nossos filhos se não os enchermos com tantas coisas inexplicáveis), mas sim de valores expressos na Palavra do Senhor, sintetizando-os sempre no grande mandamento que é amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a nós mesmos. Deus não requer de nós que façamos de nossos filhos gênios, pessoas bem sucedidas profissionalmente falando, ou coisas do tipo. Deus quer que façamos de nossos filhos pessoas com valores morais, e que amam acima de tudo. Criar crianças amantes de Deus e da vida, e não pequenos fariseus. Que o Senhor nos ajude neste ministério, que certamente, é um dos mais importantes de nossa própria vida.

Senhor
Ajuda-nos a educar nossos filhos nos teus caminhos.
Perdoa-nos a negligência em muitas vezes deixar de lhes ensinar a tua Palavra.
Enche-nos do teu Espírito para tão importante ministério.
Que nossos filhos sejam tementes a ti, e sempre transformados na tua presença.
Amém.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...