Fecha a porta às preocupações


"A preocupação pesa no espírito, no coração e em toda a alma. Envenena a existência. O que quer que faças, quaisquer que forem tuas responsabilidades materias e espirituais, não engajes a tua alma e nunca permitas que a inquietação a perturbe. É falta de fé e de confiança em Deus. Tudo o que tens a fazer na vida religiosa é obra dele. Faze, generosamente, o que puderes, sabendo que o êxito só depende dele, não de tuas habilidades. Se em nada procuras a própria glória, viverás numa paz inalterável, mesmo que estejas sobrecarregado de afazeres. Uma só coisa a temer: o pecado. Os caminhos de Deus não são os nossos. Jesus triunfa pelo fracasso. Nada mudou em vinte séculos. Sê diligente, emprega os meios mais aptos: é a vontade de Deus" (Dom Estevão Chenevière em "As portas do silêncio", p. 5, Ed. Paulinas).

Comentários

Mais visitadas do mês

Manaém, o colaço de Herodes

Aprendendo com os erros do Rei Amazias

Os discípulos ocultos de Jesus

Resenha da obra "Ego Transformado", de Tim Keller

E não endureçais os vossos corações (Hebreus 3.7-13)

Panorama do Novo Testamento: O Evangelho de João

Acolhei ao que é débil na fé - uma reflexão sobre romanos 14.1

FONTES DA TEOLOGIA

Quem veio primeiro: A Igreja ou as Escrituras?

Considerações acerca das bem-aventuranças