quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Não acumuleis tesouros sobre a terra

"Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam" (Mt 6.19).

Certa vez, li um sermão de John Wesley acerca deste texto. Ele dizia que, este mandamento de Jesus é tão desobedecido, que é como se estivesse escrito no grego original, ou em outra língua que ninguém pudesse entender. Disse que mal uma criança inglesa começava a crescer, e já lhe era ensinada, desde cedo, a acumular e acumular bens. Ensinou ainda que os índios pagãos norte americanos cumpriam melhor o mandamento do que qualquer cristão inglês.
Pois será que tem sido diferente no nosso protestantismo ou evangelicalismo brasileiro? Será que majoritariamente, não temos sido justamente incentivados a descumprir diariamente o mandamento de Cristo, e começamos a pelo menos a sonhar em acumular, acumular, e acumular cada vez mais?

Não é este um dos sinais mais marcantes que alguém da obediência à Cristo, qual seja, o cumprimento de sua palavra? O que pensar de homens e mulheres que se dizem seus discípulos, mas vivem acumulando bens e mais bens sobre a face da terra?

Acredito que Jesus possa ter muitos discípulo abastados, e até mesmo prósperos financeiramente falando. Até mesmo, muitos são empresários, precisam de um certo capital de giro para manter usa empresa funcionando. Mas a marca de um discípulo de Cristo, creio eu, é que ele vai procurar viver uma vida simples, mesmo em meio á possibilidade de viver como um rei sobre a face da terra. Ele mantem o dinheiro circulando, e abençoa um número cada vez mais crescente de pessoas.

Um outro aspecto deste ensino tem a ver com a própria voluntariedade do discípulo. Jesus não o obriga a partilhar os seus bens. Mas se ele o fizer, com amor a Deus e pelo próximo, ele irá acumular um tesouro no céu. Muitos irão entrar no céu, mas com pouco tesouro, pois partilharam pouco.

Wesley entendia que o mandamento é radical. É para todos. Não importa quanto dinheiro possa movimentar. Ele mesmo movimentou muito dinheiro em sua época, com a vendagem de livros, doações para as sociedades metodistas, coisas do tipo. Entretanto, Wesley sistematicamente viveu praticamente com a mesma quantidade de dinheiro toda a sua vida. E de tudo que lhe sobrava, distribuía.

Creio que a maioria de nós sempre estará "correndo atrás" (os que se importam, é claro) para cumprir tal mandamento. Sempre vigiando e se auto analisando para verificar se não o esta descumprindo. Creio que grande recompensa haverá, nesta e na vida que há por vir, para aqueles que cumprirem este mandamento de Jesus.

Nota: certa vez dei uma aula sobre este assunto, e perguntei aos alunos se esta passagem era um mandamento, um conselho, ou uma opinião de Jesus para a vida dos discípulos. A maioria não encarava como mandamento.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...