domingo, 31 de janeiro de 2010

A misericórdia de Deus é maior que nossa ortodoxia.

A internet reduziu distâncias e pensamentos de formas não imagináveis até então.

Acabamos por ter conhecimento, praticamente em tempo real, do pensamento de pessoas das quais provavelmente, pelo contato pessoal e íntimo provavelmente não teríamos.

No campo religioso, isto não é menos verdadeiro. Neste mar sem fim, do qual naveguei um pouco, passei a conhecer o pensamento dos mais variados tipos de evangélicos, bem como de católicos, desde progressistas, até tradicionalistas, e também dos raros, mas militantes cristãos ortodoxos por estas terras...

E, nos vários fóruns de discussões que têm por aí, as vezes, me divirto com a guerra religiosa que se trava nesta rede virtual, mas por outras, chateio-me com a carga de intolerãncia e radicalidade que leio.

Outro dia, por exemplo, de um fórum católico tradicionalista, vi o debatedor dizendo que é absolutamente impossível que Deus realize um milagre no meio evangélico. Que fazer isso, da parte de Deus, seria contribuir para com a mentira, a falsa doutrina. Que tudo o que ocorria ali, ou era ilusão, ou coisa do demônio.

Por outro lado, já vi também em meios evangélicos se dizer, com mesmos argumentos, que Deus não poderia fazer nenhum milagre no catolicismo, pois se assim o fizesse, estaria ratificando a idolatria daquela igreja...

E por aí vai...

Bom...

Eu sou daqueles que ainda acredita em milagre. Sou teísta, o que significa que acredito na possibilidade de extraordinárias intervenções divinas na história humana, de acordo com a forma e o critério que o próprio Deus escolher, em sua soberania e inteligência (idéia esta considerada fundamentalista, conservadora e fora de moda por muitos, eu sei).

E, outra coisa que acredito muito é na absoluta e absurda misericórdia divina. Que nessa misericórdia, Deus ouve o clamor de qualquer pessoa, não importa qual a religião, não importa sequer se tenha religião...

E, ainda, por causa desta misericórdia, Deus se faz presente para aquele que clama, para aquele que sofre...

O sofrimento independe de ortodoxia, bem como a dor...

E, esta misericórdia, esta presença divina, está no meio evangélico, católico, espírita, secular... esta onde houver fé...

Por isos, entendo que a misericórdia de Deus é muito maior, e está muito para além da ortodoxia de quem O invoca, de quem a Ele clama...

A misericórdia e a graça de Deus são maiores do que nossa Ortodoxia!!!

E quanto a estes que tentam colocar e prender Deus na gaiola, nas garrafas de suas religiões, pesa-me profundamente sua intolerância e radicalismo, pois criaram para si um ídolo, muito mais feio, muito mais limitado do que o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

Bendito seja Deus eternamente!
Por Carlos Seino.



Ah... e só para completar, cito a leitura do evangelho deste dia, que é feita nas igrejas católicas, anglicanas, luterans, e muitas outras, que seguem o mesmo calendário litúrgico:

"Posso assegurar-vos, também, que havia muitas viúvas em Israel no tempo de Elias, quando o céu se fechou durante três anos e seis meses e houve uma grande fome em toda a terra; contudo, Elias não foi enviado a nenhuma delas, mas sim a uma viúva que vivia em Sarepta de Sídon. Havia muitos leprosos em Israel, no tempo do profeta Eliseu, mas nenhum deles foi purificado senão o sírio Naaman.» Ao ouvirem estas palavras, todos, na sinagoga, se encheram de furor".

Pois é... muitos se enchem de furor quando percebem que Deus não opera somente dentro do seu grupinho ...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...