segunda-feira, 18 de abril de 2016

Tempos difíceis

Estamos vivendo tempos difíceis do ponto de vista político.

De um lado, uma presidente que perdeu completamente o poder de governar. Alguém que parece ser politicamente bastante mal articulada, que, de algum modo, conseguiu jogar todos contra ela, mesmo tendo a reputação até aqui ilibada, do ponto de vista jurídico.

Do outro lado, um congresso que fala muito em Deus, mas que sabemos, é composto de dezenas, talvez centenas dos mais corruptos que já passaram por aqui.

Os juristas estão divididos, alguns apoiando, outros rejeitando que haja motivos para o impedimento de Dilma.

Um grupo que parece se colocar como o paladino da moralidade contra a corrupção. 

Outro que entende falar em nome das minorias, dos negros, dos pobres, dos sem teto e sem terra.

Provavelmente todos corruptos, enfim.

Bom.

Não é fácil decidir no meio de tudo isso.

Todas as nossas informações são mediadas.

Não temos acesso a todos os dados concretos.

Eu, particularmente, não votei neste governo que aí está. Sempre votei no PT, não desta vez.

Muitos erros na área política, econômica. Tudo muito complicado.

Entretanto, não votaria pelo impedimento.

Só as discussões no campo jurídico deveriam revelar mais cautela.

Os algozes não são isentos. É um julgamento político. Mas o pior, muitos estão sendo acusados de corrupção.

Do lado dos opositores estão a bancada da bala, dos evangélicos fundamentalistas que instrumentalizam o povo em seu favor, dos patrões que querem tirar direitos trabalhistas, dos defensores da ditadura militar.

Por isso, em minha consciência, daquilo que até aqui aprendi, entendo que não seria a melhor coisa o impedimento, mas que tudo fosse resolvido via judiciário, por juízes técnicos e isentos.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...