quinta-feira, 16 de abril de 2015

O que o Jesus ressurreto faz pela comunidade de discípulos reunida

A primeira aparição de Jesus aos seus discípulos

Em JOÃO 20.19-24 temos o relato do aparecimento de Jesus ressurreto aos seus discípulos reunidos, que se encontravam trancados por medo dos judeus. Quantas coisas maravilhosas Jesus fez aos seus discípulos reunidos naquela ocasião!

Foi na comunidade reunida que Jesus apareceu e confirmou a sua paz (vers. 19). Ele disse “Shalom aleikhem” (a paz seja convosco). Isso é uma confirmação do que ele já havia dito em João 14.27: “Eu deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”. Os discípulos passaram pela experiência do medo.

Naquela oportunidade Jesus transformou o medo dos discípulos em alegria (vers. 20). Jesus se apresentou a eles, se deixou ser tocado, reconhecido. Quando uma pessoa tem a experiência do Senhor, suas emoções são transformadas. Os discípulos puderam finalmente se alegrar no Senhor, alegres com sua ressurreição. Ele disse aos discípulos que um dia a alegria deles seria completa, e, naquele momento, aquilo se cumpriu. A alegria do discípulo está em tocar no ressuscitado, ver o ressuscitado, amar o ressuscitado. Somente o encontro com o Senhor pode sarar nossas emoções.

Jesus é aquele que dá a paz aos discípulos, entretanto, foi uma paz que colocou a pequena comunidade dos discípulos em movimento, pois ele os envia ao mundo (vers. 21). Na verdade, é uma confirmação daquilo que Jesus já tinha dito, em João 17.18: “Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo”. Ser enviado por Jesus é reconhecer a sua condição de peregrino, de missionário, de alguém separado para anunciar as boas novas do reino de Deus. 

Creio que Cristo precisa nos dar a sua paz quando nos envia ao mundo, caso contrário não conseguiremos fazer a sua missão, pois andaremos agitados, ansiosos e temerosos por conta de muitas coisas.

Nosso Senhor ainda soprou o Espírito Santo sobre a vida dos discípulos reunidos (vers. 22). Ou seja, ali ele operou o milagre da regeneração e da potencialização para o envio ao mundo. É em parceria e com a ajuda do Espírito Santo que os discípulos terão condições de realizar a missão. O verbo assoprar é o mesmo utilizado na Septuaginta em Gênesis 2.7, quando Deus assoprou nas narinas de Adão. Também é o mesmo que foi utilizado em Ezequiel 37.9, em que se clama que o espírito assopre sobre a vida dos mortos para que vivam. Isso nos leva a crer que o sopro do Espírito sobre a comunidade gera a nova criação de Deus para o mundo. A comunidade reunida no primeiro dia da semana recebe o Espírito de Cristo.

Jesus também deu aos seus discípulos o poder de declarar o perdão dos pecados, ou então de retê-los (vers. 23). Ou seja, a consequência básica da missão de anunciar as boas novas. Os que crerem serão terão a vida eterna (João 3.16). Os que permanecerem rebeldes, sobre eles permanecem a ira de Deus (João 3.36). Isso precisa ser dito no anunciar da Palavra.

Jesus também é aquele que transforma o ceticismo em fé. Tomé não estava com os discípulos no primeiro dia em que ele apareceu. Portanto, não acreditou no que havia ocorrido. Ele perdeu a paz que o Senhor declarou. Perdeu o sopro do Espirito e a autoridade de declarar o perdão dos pecados. E ainda por cima, racionalizou dizendo que não acreditaria de modo algum se também não O visse e não O tocasse. Tomé não era pior que os demais. Ele só não estava no lugar em que deveria esta naquele momento.

Entretanto, Jesus lhe foi misericordioso, voltou a aparecer no outro domingo e se deixou ser tocado, exortando o apóstolo a deixar de ser incrédulo, e sim crente! Tome o adora e o reconhece como Senhor e Deus (vers. 28). E isso se deu com a comunidade reunida.


E Jesus, finalmente, foi aquele que disse que todos os leitores do seu evangelho, todos os que cressem sem precisar ver, seriam até mais bem aventurados do que o apóstolo, que precisou ver e tocar para crer. Ou seja, bem aventurados somos nós, que passados tantos anos, amamos e cremos no nosso Senhor e Salvador! Bem aventurada é a comunidade reunida, que recebe tantas bênçãos do Ressuscitado! Aleluia!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...