segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Coração quebrantado

Não é incomum ouvirmos de alguns pregadores evangélicos, dos quais eu me incluo, a exortação para uma vida santa e compromissada com o Senhor.

De fato, sabemos que é alto o padrão evangélico de santidade. E quando digo evangélico, quero dizer referente ao evangelho, e não aos evangélicos em si.

Entretanto, no fim de tudo, não há como não confessar a nossa própria incapacidade para as coisas divinas, para o alto padrão moral de Deus.

E creio que isso nos deve levar ao que Paulo disse: "O bem que quero fazer, esse não faço..."

Além do que, todos estamos sujeitos, em nossa vida, a estarmos submetidos ao inexplicável sofrimento que muitas vezes nos atinge, seja emocional, seja físico, seja de qualquer outra ordem.

Fato é que há muito mais sofrimento e dor no mundo do que felicidade, alegria e contentamento.

De modo que, a marca da religião cristã tem que ser a misericórdia para com o sofrimento humano, para com o sofrimento alheio.

E nós também devemos colocar toda a nossa confiança e esperança naquele que, segundo o salmista, possui centenas de milhares de misericórdias. Naquele que disse "misericórdia quero e não sacrifício". Naquilo que afirma o salmista: "As misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã"....

E se estivermos com o coração quebrantado, por conta de todas estas dificuldades que encontrarmos na existência, e também pelo fato de estarmos arrependidos de nossos pecados, certamente o Senhor nos ouvirá.

Coração quebrantando... eu quero sempre ter.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...