sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O endemoniado geraseno

Leitura: Marcos 5.1-20.

Na região dos gerasenos (região gentílica), um homem possesso de demônios, e que vivia se ferindo, e ninguém o podia prender, foi ao encontro de Jesus. Jesus expulsou os demônios e os mandou a uma manada de porcos, conforme eles mesmos haviam pedido. Pediram inclusive para não serem expulsos daquele país. O povo ficou atemorizado e pediu para que Jesus saísse da localidade, no que também foram atendidos. O homem curado e liberto quis se tornar seguidor de Jesus, e este o manda testemunhar aos seus familiares.

Quais são algumas das lições que podemos aprender com tal relato?

I – SOBRE O AGIR DOS DEMÔNIOS

1 – OS DEMÔNIOS LEVAM AS PESSOAS PARA OS SEPULCROS:

O qual vivia nos sepulcros... (vers. 3)

Sepulcros são lugares de isolamento, solidão, lugares de trevas, onde habitam os mortos. Hoje muitas pessoas vivem em total isolamento, nos sepulcros das ruas, lugares escondidos, longe de todos, pois ali são mais oprimidas pelo diabo. Sepulcro é aquele lugar onde os mortos não querem ser incomodados.


2 – OS DEMÔNIOS LEVAM AS PESSOAS PARA UMA FALSA LIBERDADE:

... as cadeias foram quebradas por ele e os grilhões despedaçados... (vers. 3-4)


Ninguém podia prender aquele homem! Nenhum grilhão o segurava! Nem amigos, nem família, nem filhos, nem esposa, ninguém o prendia! Mas era um escravo dos demônios. Assim também hoje muitas pessoas se sentem livres para fazer o que quiser, experimentar o que quiser, falar o que quiser. 

Mas serão elas verdadeiramente livres?

Um pai de família não é livre para fazer o que quiser. Mas quando chega em casa, tem uma família que o acolhe. Um marido não é livre para fazer o que quiser. Mas tem uma esposa que o abraça. Um trabalhador não é livre para não ir trabalhar quando der na telha. Mas tem um salário que o sustenta. Assim, a liberdade do demônio é uma falsa liberdade. Mas a liberdade, em Cristo, nos libera para um serviço em amor.

3 – OS DEMÔNIOS LEVAM AS PESSOAS A FERIREM A SI MESMAS:

Andava sempre, de noite e de dia, clamando por entre os sepulcros e pelos montes, ferindo-se com pedras (vers. 5)

Essa falsa liberdade e escravidão sofrida pelos demônios só leva a pessoa a ferir-se a si mesma. Ele mesmo é o maior prejudicado.


4 – OS DEMÔNIOS POSSUEM UM MISTO DE ADMIRAÇÃO E REPULSA POR JESUS, UM TIPO DE PARANOIA:

Quando viu Jesus, correu e o adorou (vers. 6)...
Exclamando em alta voz: Que tenho eu contigo, Jesus... Conjuro-te por Deus que não me atormentes... (vers. 7)

O demônio primeiramente adorou Jesus.

Depois os demônios “conjuraram” Jesus! Como pode um demônio “conjurar por Deus” o próprio filho de Deu?. É  como se o demônio quisesse expulsá-lo!

Assim também age um endemoniado: ele adora Jesus, mas um minuto depois quer que Jesus se afaste.

5 – OS DEMÔNIOS DESPERSONALIZAM UMA PESSOA:

Legião é o meu nome... (vers.9)

Era uma LEGIÃO: destacamento do exercito romano com aproximadamente cem homens.

A pessoa não é mais ela mesma. São muitos. Imprevisível. Ela faz coisas horríveis. Não são mais aquelas pessoas que aprendemos a amar. Se tornam irreconhecíveis.


II – CARACTERÍSTICAS DE UMA SOCIEDADE EM TREVAS:


1 – PREFERE FICAR COM OS PORCOS QUE COM JESUS:

Os porcos eram considerados animais impuros.

O povo daquela região ficou muito triste pelo fato de terem perdido seus animais, fonte de lucro.

Assim também uma sociedade em trevas prefere ficar com aquilo que é impuro do que com nosso Senhor.

                  
2 – PREFERE A COMPANHIA DOS DEMÔNIOS QUE A PRESENÇA DE JESUS.

Eles já estavam acostumados ali com a presença dos demônios na vida daquele homem.

Veja que aqueles demônios pareciam gostar daquele país (vers. 10). Isso é um dado interessante, pois os demônios não quiseram ir embora daquele lugar. Será que existe algum tipo de demônio que gosta de ficar no nosso país? Há realmente lugares que os demônios gostam de ficar?

3 – PREFERE O LUCRO QUE A CURA DE UM HOMEM:

Pois é. Jesus deu prejuízo para aquela cidade, embora tenha curado um homem e expulsado demônios. Muitas pessoas preferem o lucro que as bebidas, o tabaco, as drogas, os maus alimentos podem dar, do que ver pessoas curadas.


III – CONCLUSÃO: O QUE APRENDEMOS COM JESUS DIANTE DESTE EVENTO?

1 – JESUS ESTÁ SEMPRE PREPARADO PARA O ENCONTRO COM OS DEMÔNIOS.

Os demônios foram ao encontro de Jesus. Nós também temos que estar preparados para esse tipo de encontro. Eles virão até nós. Não podemos nos deixar derrotar por eles. Nossa vida tem que estar consagrada para que possamos, a qualquer momento, estarmos prontos para tal enfrentamento.

2 – JESUS LIBERTOU AQUELE HOMEM EXPULSANDO OS DEMÔNIOS.

Jesus expulsou os demônios (vers. 8). Assim também os seus discípulos têm que expulsar tais demônios que oprimem as pessoas. Legião, conforme dito, era o nome de um destacamento do exército romano. Roma oprimia os povos. Simbolicamente, vemos aqui a ação de Jesus procurando libertar as pessoas, mas respeitando sua vontade de permanecer em escravidão.

3 – JESUS NÃO FORÇAVA A PRESENÇA DELE PARA NINGUÉM

Os demônios pediram para ficar. Jesus deixou. Aquele povo pediu para Jesus ir embora. Jesus foi. Assim também o crente não força sua presença sobre a vida de ninguém. Precisamos estar preparados também para a incompreensão das pessoas.

4 – O TRABALHO DE JESUS TINHA FRUTO

Então ele começou a proclamar em decápolis... (vers. 20)

No final das contas, o homem que ele libertou, se tornou um missionário. Foi o fruto do trabalho de Jesus. Não lhe foi permitido caminhar junto com os discípulos judeus. Mas lhe foi dada uma importante lição.


Assim também, nós também deixaremos fruto do nosso trabalho no Senhor, que se consuma naqueles que libertamos, e que agora trabalharão para o Mestre. Grande é a alegria de ver alguém que ajudamos a libertar, agora trabalhando na obra do nosso Deus.

Jesus expulsa os demônios

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...