sábado, 21 de julho de 2012

O perfil do fariseu: ouvindo-os com critério

Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem (Mateus 23:3)

Meditatio

Infelizmente, chegamos em um momento da história do cristianismo em que preciso é viver e ouvir com critério, mesmo quando pensamos estar entre irmãos.

Isto porque, nem tudo o quanto se ouve do púlpito corresponde ao que vive o pregador.


Tempos difíceis em que muitos dos chamados homens e mulheres de Deus não praticam o que vivem, fazendo do evangelho fonte de lucro e promoção pessoal.

Entretanto, isso não significa que não precisam ser ouvidos.

O moderno fariseu conhece as Escrituras, as estudou, e não raras vezes, traz uma boa palavra, pois de fato, se preparou para tanto.

Mas o faz de forma profissional, não mais com o coração. Sua vida devocional foi por água abaixo, mas ainda assim traz na mente lembranças de antigas mensagens, e o faz de forma contentatória.

Poderá ser um insensato quem rejeitar o conteúdo todo por rejeitar a pessoa do pregador. Não há necessidade de se ter este tipo de radicalidade.

Entretanto, é necessário, como os crentes bereanos, tudo analisar à luz da Palavra e da própria consciência.

E é bom sempre nos analisarmos para verificar se não somos nós, os que ensinam corretamente, entretanto, vivendo vidas erradas. Se assim o fizermos, corremos o risco de estarmos agindo da mesma forma que os fariseus que Jesus tanto denunciou.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...