Adoração extravagante


"Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com seus cabelos e encheu-se a casa com o perfume do bálsamo" (João 12.3).


Uma libra de bálsamo de nardo puro...

Equivalia a um ano de salário de um lavrador...

Um ano...

Um ano inteiro de trabalho...

Utilizado em um minuto...

Para ungir os pés do Mestre...

Quanta terra preparada...

Quantas colheitas feitas...

Quanto suor derramado...

Quantos calos nas mãos...

Quantos dias trabalhando de sol a pique...

Se esforçando, trabalhando...

Para em um minuto...

Derramar aos pés daquele que se ama...

Tudo é d'Ele, tudo é para 'Ele!

Quero enxugar os teus pés com os meus cabelos...

Mestre, me deixa estar contigo...

Nem que for só pra ungir os teus pés...

Nem que for pra ficar num cantinho da sala, ali, te observando...

Me deixa ungir estes pés que andaram pela Palestina...

Que te levaram a andar por tantos lugares, amistosos ou não...

Tanta gente te quis calcar os pés...

Me deixa ungi-los...

Assim é o amor e a gratidão...

Faz a gente realizar extravagâncias por quem a gente gosta...

A lua de mel, por exemplo, dura só uma semana...

E talvez naquela semana esteja derramado o salário de tantos dias...

Mas é tão inesquecível, tão bonito...

O banquete da amizade...

Presentear quem a gente ama...

É preciso marcar o momento...

Os pobres sempre teremos conosco...

Sempre haverá tempo para ajudá-los...

Mas a existência é curta demais...

Para não homenagear aqueles a quem amamos...

E em relação a Cristo...

Quando nossa adoração for realmente extravagante...

Quando derramarmos tudo o que temos do nosso melhor...

Quando derramarmos o perfume preciso aos pés dele...

E os enxugar com os nossos cabelos...

A casa toda vai se encher com o perfume do bálsamo...

Todos vão perceber que ali foi realizado um ato de adoração...

Todos saberão que o Mestre foi homenageado...

Se realmente crêssemos no que Ele fez por nós...

Um dia de nossa semana seria pouco...

O salário de um ano ainda seria pouco...

Todo o tempo da nossa existência ainda seria pouco...

Pois...

Ele é o Rei...

Ele é o Senhor dos senhores...

Que posso fazer eu pelo meu Rei...

Que deu do seu melhor por mim...



"Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que são salvos como nos que se perdem" (2 Co 2.15).

Comentários

  1. Nossa querido !!!! Que maravilha de texto, que nosso amor ao Senhor seja extravagante....como ser assim?... Que o próprio Senhor derrame em nossos corações amor como este, pois tudo vem d'Ele e tudo é pra Ele!!!! Te amo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amada minha! Obrigado, querida, pelo teu comentário! Que Deus possa nos ensinar a ter um amor assim por Ele, e uns pelos outros. Te amo!

      Excluir
  2. Amado mestre, que benção! Que Deus continue usando em sabedoria e revelações intimas do coração de Deus. Linda palavra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Carlos! Você é um irmão! Grande abraço do teu amigo! Saudades de ti!

      Excluir

Postar um comentário

Mais visitadas do mês

Manaém, o colaço de Herodes

Resenha da obra "Ego Transformado", de Tim Keller

Aprendendo com os erros do Rei Amazias

Acolhei ao que é débil na fé - uma reflexão sobre romanos 14.1

Os discípulos ocultos de Jesus

E não endureçais os vossos corações (Hebreus 3.7-13)

Panorama do Novo Testamento: O Evangelho de João

As atitudes missionárias de Jesus

A fé segundo Rubem Alves

FONTES DA TEOLOGIA