Perseguição aos cristãos paquistaneses

Lisboa, 16 set 2015 (Ecclesia) – Pelo menos 16 mil cristãos deixaram o Paquistão nos últimos meses, segundo a Fundação Ajuda a Igreja que Sofre (AIS), devido ao clima de repressão e intolerância religiosa que marca aquele país.
Numa nota divulgada através do seu site oficial, a fundação ligada à Santa Sé realça que “mais de 10 mil cristãos paquistaneses procuraram refúgio na Tailândia, outros 4 mil na Malásia e dois mil no Sri Lanka”, na tentativa de escaparem à repressão por parte da comunidade muçulmana, favorecida pela chamada “lei da blasfémia”.
Leia tudo em Agência Eclesia.

Comentários

Mais visitadas do mês

Manaém, o colaço de Herodes

Aprendendo com os erros do Rei Amazias

Resenha da obra "Ego Transformado", de Tim Keller

Acolhei ao que é débil na fé - uma reflexão sobre romanos 14.1

Os discípulos ocultos de Jesus

E não endureçais os vossos corações (Hebreus 3.7-13)

O crente egoísta

A fé segundo Rubem Alves

Panorama do Novo Testamento: O Evangelho de João

Lidando com a traição e as injustiças da vida - o exemplo de José do Egito